8 de ago de 2012

Esperei tanto daquele amor!


             Imagem do Google
Você não sabe, mas, quantas vezes  esperei uma palavra.
De carinho quando eu estava triste!
No entanto... suas palavras só me entristeciam mais.
  
Por quantas vezes esperei você me dar flores!
Quando na verdade você me trazia espinhos.

Por quantas vezes esperei você falar que sentiu a minha falta,
Quando na verdade você estava melhor sem mim.
Sua indiferença me matava um pouco a cada dia.
  
 Por quantas vezes sonhei com seus abraços, 
Era simples!
Mas seus braços sempre estavam cruzados  diante de mim.

 Por quantas vezes aguardei sua chegada tão feliz,
E você nunca chegava!

Por quantas vezes achei que ia morrer de tanto amor,
Mesmo amando só.

Quantas vezes me iludi, enganando a mim mesma.
Fugir daquela dor era meu maior sonho
E conseguir.

Mary veloso
                                                                                    

22 comentários:

  1. Olá!Boa tarde!
    Tudo bem, Mary?
    Lindos versos!
    ... a todo momento, vivem a lembrar
    Não há como disso se livrar
    Embora até tentem disfarçar
    que o sublime sentimento é um mal para quem vive o verdadeiro amor. Tudo o que nos leva a conhecer o sentimento apresentado, não é algo em si, é apenas que ficou acumulado com o passar do tempo por várias situações em nossas vivencias e que muitas vezes não pudemos reagir, e num dado momento, torna-se muito forte, impulsivo e evidente onde a vontade guardada envolta ... vem novamente à tona ...
    Obrigado pelo carinho de sempre, tá?
    Boa quinta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. A gente tende a cobrar amor de quem a gente ama. Não acho isso certo.

    Como poema, é muito bonito, Mary. Parabéns pela sensibilidade.

    um beijo.

    ResponderExcluir
  3. olá terura

    tudo bem sempre feliz ..obrigado por deixares teu carinho no meu blog

    voce me enfeitiça. sua poesia é um elo perfeito. intenso. profundo uma ode ao Amor que bom ter teu aconchego dá-me poesia .......dou-te o céu.
    feliz noite. Joinha

    beijos.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite minha linda!!

    Lindo ler sobre o amor
    Poesia maravilhosa que encanta
    adorei , agradeço sua visita sempre
    carinhosa
    Bjuss
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  5. E é bem assim,,,quando o amor chega a gente espera muito dele,,,e isso,,,as vezes nos traz decepções...beijos minha querida e um bom dia pra ti.

    ResponderExcluir
  6. _Porque será que o amor que é o mais lindo, e puro dos
    sentimentos nos causam tantas feridas?
    Belo, intenso, carregadinho de paixão, vc dxa escorrer o sentimento mais puro e romantico da poetiza apaixonada e dxa o leitor deliciar-se na asa fértil da imaginação, uma bela postagem com um inicio instigante, um meio delicioso e um final, apoteótico, pra vc bjos, bjos e bjosssssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Tanto daquele amor esperou
    Junto dele está feliz
    O destino para sempre os juntou
    Foi Deus que assim o quis!

    Imagino eu que tenha sido assim
    Que não esteja enganado
    Um amor sincero não ter mais fim
    Por vezes difícil de ser encontrado!

    Boa quinta-feira para você,
    amiga Mary,
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  8. Paz irmã,

    Visitando alguns blogs me deparei com o seu comentário e me agradei em conhecer seu espaço.
    Gostei dos posts. E aqui estou para convidar a também visitar meu blog.
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/
    Se gostar, o convido a seguir-me, e eu retribuirei o carinho.

    P.S. Estou indicando o blog de um irmão, que postou algumas mensagens polêmicas para alguns, as mesmas denunciam as calamidades que ocorrem no meio evangélico. Espero que goste!
    Acesse e confira:

    http://discipulodecristo7.blogspot.com/

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    Aguardo visita e comentário...

    ResponderExcluir
  9. Olá!Boa noite!
    Tudo bem, Mary?
    ..vim agradecer pelo carinho da visita!
    Obrigado de coração!
    Boa sexta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Penso que o maior problema
    é que quando amamos, queremos
    tudo em dobro, até o amor do
    outro. Sofremos pois...Abraços
    carinhosos.

    ResponderExcluir
  11. Um maravilhoso final de semana pra ti minha amiga, repleto de paz,,poesias,,,flores e beijos e beijos...

    ResponderExcluir
  12. só saberemos o que é o Amor quando cessarmos de querer um amor a dois...primeiro precisamos sentir Amor por todos nossos irmãos que estão na batalha de existir neste Planeta caótico!

    ResponderExcluir
  13. Se assim não fosse não era amor:)!
    Bjo

    ResponderExcluir
  14. Olá!Boa noite!
    Tudo bem, Mary?
    ... de vez em quando, faço umas daquelas poesias "fantasiosas"! Sair da "mesmice"!Visitar a "Terra do Nunca", rsrs

    Obrigado pelo carinho da visita!
    Bom final de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. olá Mary

    sempre que me lês . estás perto de min entra que o céu é nosso

    sinto o perfume da tua alma árida

    bom fim de semana


    beijos.

    ResponderExcluir
  16. Um belo sábado pra ti minha amiga,,,paz,,,carinho e muitos versos...beijos e flores...

    ResponderExcluir
  17. Lindo e verdadeiro as palavras.
    Quando damos o nosso coração sem restrições, corremos determinados risco. As vezes vale muito a pena, outra vezes nos quebra completamente.

    Tenha um lindo domingo amiga.
    Beijinhos de caramelo.
    Lua.

    ResponderExcluir
  18. óia eu aqui outra vez...rss. Vim te desejar um domingo cheio de alegrias, tá menina querida? Um abraço e um beijim com carinho!

    ResponderExcluir
  19. El amor siempre es lo mas hermoso, aunque a veces duela,
    precioso poema Mary.
    que tengas un buen dia.
    saludos.

    ResponderExcluir
  20. Com as mão acaricias
    a saudade que ficou
    numa louca e lúcida
    paixão
    são mãos que fazem
    estes belos versos
    tecidos com o coração

    mui belos

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderExcluir
  21. Oi Mary... retribuindo a tua visita e conhecndo o teu blog!
    Gostei muito..parabéns..
    Esta aqui pensando na tua pergunta ao final do poema..

    Penso que as vezes transferimos ao outro a responsabilidade de nos
    fazerem feliz...

    acho que o q n nos faz sofrer deve ter outros nome..carencia, posse..

    um bj...volto..

    ResponderExcluir


“O Poeta é um fingidor, finge tão completamente
que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente.”

( Fernando Pessoa)


Arquivo do blog

jf.maps

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...